Clássico expõe palmeirenses ao risco e destaca brechas do Itaquerão

O jogo entre Corinthians e Palmeiras, neste domingo, 27, às 16h no Itaquerão, na Zona Leste, é mais uma referência de que a Copa do Mundo acabou e que o legado que se esperava ficará apenas na expectativa. O Expresso da Copa, usado por torcedores estrangeiros não será mais colocado em prática, mostrando que Copa é Copa e Campeonato Brasileiro é Campeonato Brasileiro.

palmeirasRepresentantes do Metrô, da Polícia Militar e da CPTM, que se alinharam de forma precisa nos jogos da Copa, batem cabeça para promover a chegada de cerca de 2 mil palmeirenses ao estádio distante cerca de 20 quilômetros do Centro de São Paulo. Para a PM, os alviverdes teriam que se deslocar através de ônibus. Empresas que fretam coletivos dizem não ter tempo hábil para disponibilizar cerca de 30 carros aos palmeirenses, que esgotaram a carga de 2 mil ingressos em apenas três horas. Para os torcedores, o motivo da falta de ônibus é outro. “O temor são atos de vandalismo contra os ônibus. Imagina os ataques com pedras, paus e bombas na Radial Leste. Se um ônibus quebra, a chance de ser destruído é grande, as empresas não querem prejuízo”, destaca Luiz Paulo Marques Alves, o Zona Sul, presidente da Torcida Acadêmicos da Savóia.

Tudo o que acontece em torno do Itaquerão é novidade, já que o estádio foi recém inaugurado, porém outras situações preocupam os torcedores do Palmeiras. “Na verdade a grande questão é que aquele estádio não foi pensado para comportar um jogo como o clássico Palmeiras x Corinthians. Como foi construído (com verba pública) única e exclusivamente para a Copa do Mundo, não houve esse cuidado em separar as entradas, em garantir a segurança da torcida visitante. Inclusive, várias fotos tiradas pelos torcedores que acompanharam o Mundial mostram que a própria estrutura interna está comprometida, com grades soltas, presas improvisadamente com “enforca gato”, finaliza o líder da torcida.

Não só apenas torcedores alviverdes reclamam do jogo ser em um local praticamente isolado do grande centro e com vários problemas de deslocamento. Para o fotógrafo Flávio Freire, de 26 anos, morador de Itaquera, a Copa do Mundo é muito diferente de um Corinthians e Palmeiras. “Acredito que vai ter uma guerra, porque lá tem o Metrô e o trem que é do lado. Uma outra alternativa é a estação da CPTM Dom Bosco, que para ir andando é bem longe. A Radial não vai andar, porque fizeram uma sinalização nova horrível. Este domingo é um dia para não sair de casa”, conclui.

palmeiras2Os torcedores da Mancha Alviverde e da Savóia irão se concentrar a partir das 10h no Terminal Palmeiras-Barra Funda, na Zona Oeste, de lá seguirão até a Estação Luz da CPTM, se dirigindo até a Estação Dom Bosco, cerca de 4 quilômetros mais adiante do Itaquerão. Já com escolta da Força-Tática do 39º Batalhão, da Rocam do 2º Batalhão do Choque e do Regimento de Cavalaria seguirão até o setor visitante do Itaquerão.

Fotos: Reprodução/Internet

Leia mais!

Jpeg

Aloxidil e minoxidil o resultado para uma barba perfeita

Cada vez mais na moda e mais usual entre os homens, ter uma barba perfeita …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *