Soldado é decapitado por supostos terroristas em Londres

Um soldado foi arrastado até o meio da rua e morto a facadas e decapitado por dois homens perto de um quartel em Londres nessa quarta-feira (22/05). O soldado foi morto e decapitado por dois homem que, de acordo com noticiários franceses, seriam terroristas.

Terroristas matam e decapitam soldado - eles também pediram para serem filmados

Terroristas matam e decapitam soldado – eles também pediram para serem filmados

Os assassinos pediram para que testemunhas filmassem uma declaração de um deles sobre o crime. Nas imagens é possível ver um homem negro segurando uma faca e um machado com as mão sujas de sangue. Ao fundo da imagem pode-se notar o corpo do soldado caído.

No vídeo, o assassino e suposto terrorista aparece dizendo frases desconexas para a câmera:

“Eu peço desculpas por mulheres terem que testemunhar isso hoje, mas na nossa terra as mulheres têm que ver o mesmo. Seu povo nunca estará em segurança. Removam seu governo, ele não liga para você”, disse.

“Juramos por Alá todo-poderoso que nunca deixaremos de combater. A única razão pela qual fizemos isso é porque há muçulmanos morrendo a cada dia. Este soldado britânico é o olho por olho e o dente por dente”, continuou.

 

Suspeito de matar e decapitar soldado em Londres pede para ser filmado. Assista o vídeo:

[youtuber youtube=’http://www.youtube.com/watch?v=yX_5M93-n-o’]

 

Ataque a facadas mata um e fere dois em Londres

O homem morto e decapitado em o que vem sendo divulgado pela TV britânica como ataque terrorista, não teve a identidade revelada. Suspeita-se que seja um soldado, no em tando, o Ministério da Defesa não confirmou a informação. A vítima teria cerca de 20 anos, e, antes de ser ferida a facadas e decapitada, teria sido atropelada por um carro. Tudo aconteceu perto de uma base militar em Woolwich, no sudeste de Londres. A BBC informou que testemunhas relataram que os autores do ataque gritavam “Allahu Akbar” (“Deus é grande”, em árabe) enquanto esfaqueavam a vítima.

Outras duas pessoas foram agredidas pelos dois homens. Os agressores foram baleados pela polícia encaminhados a hospitais da região. Uma arma de fogo, um facão e um punhal teriam sido apreendidos com eles, ainda segundo informações da imprensa britânica.

A rua foi fechada para socorro das vítimas e para as investigações. Escolas e comércios da região também fecharam as portas.