Tráfico de drogas pode ser motivo para chacina com torcedores

Oito pessoas foram executadas na noite deste sábado (18), após pelo menos dois homens terem invadido a sede da torcida organizada Pavilhão Nove, do Corinthians. Uma das vítimas fugiu e chegou com vida ao hospital, porém nao resistiu aos ferimentos. Caso foi registrado no DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Neste domingo o Corinthians enfrenta o seu maior rival, o Palmeiras, em partida válida pela semi-final do Campeonato Paulista. Segundo a polícia, este clássico não tem relação com as execuções, sendo a principal suspeita acerca de rixa envolvendo tráfico de drogas. Entre os mortos, dois já haviam passado pela polícia, enquadrados justamente por tráfico de intorpecentes.

Conforme relatos, a quadra da Pavilhão Nove, que fica próxima a Marginal Tiête, foi invadida por ao menos dois homens às 23h, sendo possível escutar os disparos posteriormente. Ao chegar no local, a PM encontrou sete corpos muito próximos, o que indica que os criminosos obrigaram as vítimas a ficarem deitadas, sendo posteriormente executadas.

Os corpos estão sendo liberados pelo IML, na Zona Leste de São Paulo. Torcida deve prestar homenagem as vítimas na partida desta tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *