Auxílio Emergencial – Calendário da 3ª parcela não é divulgado e filas aumentam

O calendário para o depósito e saque da terceira parcela do auxílio emergencial, ao contrário da expectativa, não foi divulgado nesta segunda, 8. Técnicos do Ministério da Economia confirmaram que a possibilidade de divulgação era real, porém, em entrevista coletiva, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, não revelou detalhes sobre novas datas.

Na mesma coletiva, a Caixa divulgou dados dos requerentes ainda em análise, seja na 1ª ou na situação de reanalisa (para aqueles que fizeram nova solicitação ou contestaram o resultado). Os números cresceram entre a última sexta, 5, e esta segunda. Segundo a Caixa, a tendência é que um novo lote de análises seja entregue nesta semana pela Dataprev.

Auxílio emergencial em análise

Aqueles que seguem com o auxílio emergencial em análise aguardam por uma resposta. Na última semana, a Caixa confirmou que a previsão da Dataprev (órgão responsável pelo processamento de dados) é para entrega de um lote nesta semana. Atualmente, 5,3 milhões estão na 1ª análise, ou seja, não tiveram nenhuma resposta desde o cadastro.

Para os que já foram analisados e contestaram, a fila segue em 5,1 milhões. Somados, ambos os grupos representam mais de 10,4 milhões na fila da Dataprev.

Em entrevista ao Programa Brasil Urgente, na última semana, o ministro da cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou que aguardava a Dataprev para divulgar um novo lote de análises e ainda confirmou que o Ministério prepara uma nova ferramenta para recursos, em que será possível conversar com um atendente e obter uma resposta específica para cada caso.

3ª parcela do auxílio emergencial

O único calendário confirmado da terceira parcela do auxílio emergencial é para os beneficiários do bolsa família, que recebem entre os dias 17 e 30 de junho. A tendência é que outros grupos também recebam a 3ª parcela neste mesmo período, além de grupos chamados de “nova tranche”, que receberam a 1ª parcela no fim de maio.

calendario bolsa familia auxilio emergencial

Auxílio emergencial prorrogado

A prorrogação do auxílio emergencial deve ser anunciada até o fim deste mês. Tanto o Ministério da Economia quanto o presidente Jair Bolsonaro já confirmaram que estudam uma prorrogação com novo valor. A tendência é de serem confirmadas 4ª e 5ª parcelas, com um valor de R$ 300 cada (ou R$ 400 e R$ 200 respectivamente). Esse novo valor proporcionaria pagamentos em julho e agosto.