Botijão de gás mais caro em Porto Alegre; Vale-Gás será reajustado?

0

No último dia 12 de setembro, a Petrobras havia anunciado redução de 4,72% para as distribuidoras. Porém, a ANP havia visto o aumento no valor do botijão de gás. Esperava-se uma diminuição de R$ 2,60 no botijão, mas as revendedoras ainda acreditam que nas próximas semanas deva diminuir.

Apesar do anúncio de queda na cobrança feito pela Petrobras, as distribuidoras alegam que para repor o salário dos seus funcionários, que pedem reposição baseados na inflação pelo INPC mais 2,3% por perdas anteriores em salários de empregados que recebem acima do piso, precisarão aplicar no produto o aumento dos gastos que terão.

A Abragás, em nota, divulgou que: “possivelmente os consumidores não perceberão redução nos preços, devido ao aumento repassado pelas distribuidoras referente ao dissídio e custo outros custos operacionais do segmento“.

O Vale-Gás sofrerá reajuste?

Aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) libera R$ 1 bilhão para investimento no vale-gás até dezembro desse ano.

Com isso, o vale-gás que deveria ter valor equivalente a 50% do preço médio do botijão de gás medido pela ANP, passou a ter quantia fixa de R$ 110, porque mais recursos foram disponibilizados para o programa, que beneficia 5,6 milhões de famílias vulneráveis.

Caso seguisse as regras originais, a próxima parcela prevista para outubro seria algo em torno de R$ 56,60. A quantia é maior do que os 50% do valor do produto.