FGTS: Quem pode sacar após a morte do Titular da conta? Entenda

0

Todos os meses, a empresa tem a obrigação de depositar na conta do FGTS do trabalhador o equivalente a 8% de seu salário bruto.

O valor acumulado no fundo pode ser sacado em situações específicas, como demissão sem justa causa ou uma vez por ano, através da modalidade do saque-aniversário.

Porém, o que acontece se um trabalhador vier a falecer? O saldo disponível em conta fica preso para sempre? 

Quanto a isso, os dependentes podem ficar tranquilos, pois eles terão direito a movimentar o valor disponível na conta do FGTS do trabalhador que veio a óbito. Há duas maneiras de realizar o saque, de forma presencial ou pelo aplicativo.

Aplicativo FGTS

Para movimentar o valor do fundo de garantia do beneficiário que faleceu, o processo pode ser feito através do aplicativo FGTS, disponível para Android e iOS.

  1. Acesse o aplicativo FGTS e faça o login com os dados do titular que veio a óbito;
  2. Na página inicial, vá até “Meus Saques”;
  3. Selecione “Outras Situações de Saque” e “Falecimento do Trabalhador”;
  4. Leia com atenção as informações e documentações exigidas pela Caixa;
  5. Clique em “Solicitar Saques FGTS”;
  6. Insira os dados do titular. Será necessário também o upload dos documentos solicitados;
  7. Confirme e aguarde a resposta do banco.

Presencialmente

Para resgatar o valor presencialmente, o familiar e/ou dependente deve comparecer a uma agência física da Caixa Econômica Federal. Serão solicitados diversos documentos do titular.

Além do documento de identificação, uma declaração de dependentes do Instituto de Previdência Social será solicitada. Após a confirmação da documentação, o dinheiro poderá ser movimentado pelo dependente.

FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é direito de todo trabalhador com carteira assinada, e funciona como uma proteção em diversos casos.

Pode ser movimentado em situações específicas como demissão sem justa causa, financiamento imobiliário, saque-aniversário uma vez ao ano ou determinação do governo.

Este ano, por exemplo, o governo liberou um saque-extraordinário de até R$1 mil. Todos os cidadãos que possuem saldo em contas ativas ou inativas do FGTS poderão ter direito. 

Recebem nos próximos dias 18 e 21 de maio, respectivamente, trabalhadores nascidos em junho e julho. O valor está sendo depositado diretamente na poupança digital Caixa Tem, sem necessidade de solicitação prévia.