Início Notícias Fiança cobrada para preso na Paulista é mil vezes o valor da...

Fiança cobrada para preso na Paulista é mil vezes o valor da passagem

Dos quinze detidos pela policia militar, após o protesto contra o reajuste de R$ 3,20 nas passagens de ônibus, Metrô e trens da CPTM, na noite da última quinta-feira, 6, apenas dois permanecem presos. Levados pela PM ao 78ºDP (Jardins), ambos foram conduzidos na manha desta sexta-feira, 7, para a carceragem do 2ºDP (Bom Retiro). Um ajudante geral, de 18 anos, foi acusado de depredar a Estação Trianon-Masp e de danificar lixeiras da Avenida Paulista, palco do maior confronto entre manifestantes e a PM. Foi estipulada fiança de R$ 3 mil, a mais cara, segundo a polícia, afixada entre os manifestantes, que o ajudante disse não ter condições financeiras em arcar. O outro preso é um mecânico, de 35 anos, detido por fazer barricadas e atear fogo em lixo ao longo da Avenida Paulista. No caso do segundo, a situação é mais delicada, uma vez que o crime é inafiançável, e a situação do mecânico fica a cargo da Justiça.