Fila de consultas oftalmológicas em Porto Alegre cai em 33%; Confira a causa

0

A fila de espera para consultas oftalmológicas diminuiu 33% em Porto Alegre durante os meses de janeiro a agosto.

Segundo a prefeitura da Capital gaúcha, das 27.557 pessoas que aguardavam por consultas no início deste ano, 18.324 pacientes ainda esperam nas filas de atendimento das 13 subáreas consideradas.

Três áreas de atendimento foram as responsáveis pelas reduções mais expressivas. A cirurgia para catarata completou o atendimento para 978 pacientes que estavam em espera e zerou sua fila.

O atendimento geral adulto reduziu para 5.752 o número de pessoas aguardando pela consulta, sendo que o apontado no início do ano foi de 12.114.

Já a triagem visual diminuiu para 5.942 a fila que possuía 8.425 cidadãos em espera. Segundo Lívia Mastella, coordenadora-adjunta da Unidade de Regulação Ambulatorial da SMS, Porto Alegre espera diminuir ainda mais suas filas para consultas oftalmológicas. “A tendência é podermos reduzir ainda mais a fila por consultas oftalmológicas nos próximos meses, diferença motivada especialmente pela contratualização de novos prestadores”, aponta.

A especialidade concentra a maior parte dos pedidos de consulta na Capital. Por conta disto, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem buscado ampliar os atendimentos acumulados em razão da pandemia da covid-19.

Desde maio deste ano, 2 mil consultas mensais foram contratualizadas no Hospital da Restinga e Extremo Sul (HRES), além de 1 mil consultas extras no mês, no Hospital Vila Nova.

Como Porto Alegre vem reduzindo a fila para consultas oftalmológicas?

Desde junho de 2022, a Prefeitura de Porto Alegre firmou um acordo de cooperação com a Fundação Leonística de Assistência Social para a realização de consultas oftalmológicas e fornecimento de óculos de grau pelo SUS. Com isso, espera-se que até o fim de 2023 cerca de 2.350 pacientes regulados pelo Gercon, sistema que gerencia as consultas da SMS, sejam atendidos.

No mês de julho, a SMS também firmou parceria com a Sociedade de Oftalmologia do Rio Grande do Sul para ampliar o número de consultas.