Governo registra R$ 6,9 bilhões em devoluções do Auxílio Emergencial

0

O Ministério da Cidadania vai devolver 6,9 bilhões de reais aos cofres públicos para assistência emergencial em 2020 e 2021.

De acordo com a pasta, essas devoluções foram feitas por meio da emissão da Guia de Recolhimento de Receitas da União (GRU), e da restituição federal dos documentos de arrecadação de receitas (DARF) e recursos que não foram processados ​​no prazo legal, além da revisão e fiscalização da elegibilidade do beneficiário.

Segundo o Ministério, essa situação foi alcançada por meio de acordos de cooperação técnica firmados com diversos organismos dos três maiores países, bem como da cooperação nas respectivas áreas de investigação e controle e do intercâmbio de informações, conhecimentos e bases de dados.

Contribuem para esse resultado uma estratégia abrangente de ação contra esse tipo de fraude, da qual participaram a Polícia Federal, a Caixa Econômica, o Ministério das Relações Públicas, a Receita Federal, o Auditor Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Ministério da Cidadania

O Ministério da Cidadania informou que enviou esta semana mensagens de texto (SMS) em celulares para orientar os cidadãos a devolver recursos voluntariamente ou condenar fraudes no auxílio emergencial. Aproximadamente 1 milhão de pessoas receberam a notificação pela primeira vez.

A primeira mensagem desse tipo foi enviada em dezembro de 2020. “Em 2021, foram enviadas 4 mensagens ao longo do ano.

Um total de 2,5 milhões de beneficiários do auxílio emergencial recebeu 4 milhões de mensagens pedindo valor de volta”, acrescentou a pasta, detalhando um plano que desenvolveu para reembolsar o “auxílio emergencial”. pagos fora dos critérios de elegibilidade.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Como saber se alguém está traindo através do WhatsApp Whatsapp: 5 recursos que pode surgir em 2022 Como evitar de espionarem seu celular WhatsApp testa: Pagamentos de criptomoeda nos EUA Whatsapp cria nova funcionalidade para não ocupar espaço no celular