Inflação: Supermercados oferecem descontos para produtos “feios”

0

Uma nova modalidade de vendas tem garantido a chance dos supermercados em oferecer maiores descontos ao cliente, mesmo em meio a inflação.

A venda de produtos “feios”, ou seja, com embalagens amassadas ou visualmente feios, mas com a qualidade preservada e os que estão próximos a vencer podem ter um desconto de até 50%.

A medida é boa para os três pilares: para o consumidor, que economiza e garante o padrão de compra e qualidade; para o fornecedor, que não recebe a mercadoria de volta e para o supermercadista.

“Feinhos” e “vencidinhos” nos supermercados brasileiros

A comercialização dos alimentos “feinhos” e “vencidinhos”, como são conhecidos, é uma tentativa dos varejistas em driblar a inflação e manter o padrão de compra do consumidor, sem que ele ultrapasse o orçamento.

A medida, além de garantir menores preços e a mesma qualidade, evita o desperdício, visto que os produtos a vencer serão consumidos e não irão para um possível descarte.

Identificação na etiqueta

O produto deve ser identificado por etiqueta, de forma clara, se está próximo a vencer ou tem o desconto por estar visualmente “feio”.

Geralmente, os produtos nessas condições são posicionados de maneira estratégica para chamar atenção, como na entrada da loja ou próximo ao caixa. A intenção é fazer com que os clientes se interessem e o levem para casa.

Cuidados e atenção

É importante observar se a embalagem está na íntegra e sem sinais de estufamento ou com a marca da indústria danificada, para garantir a compra de um produto certificado.

Caso esteja tudo certo, não há riscos em adquirir o produto próximo a vencer, visto que não representa nenhum dano à saúde.

Compras

No cenário atual de altos preços e poucos recursos, o ideal é comprar a quantidade ideal de consumo, de forma a evitar que os alimentos estraguem na sua casa. Principalmente no caso dos “vencidinhos” e “feinhos”.

Uma boa dica também é buscar reaproveitar esses alimentos, com partes que normalmente descartadas. Um bom exemplo é o abacaxi, fruta na qual a casca também pode se tornar um suco.