Novo golpe nas figurinhas da Copa domina redes sociais e pode te enganar

0

Em ano de Copa do Mudo, o tradicional álbum de figurinhas já é sucesso por todas as partes do Brasil. Na empolgação dos colecionadores completarem o álbum, novos golpes têm surgido para se aproveitar da situação e enganar as pessoas, vendendo falsos pacotes com figurinhas na Internet.

A primeira denúncia recebida pela Polícia Civil de Porto Alegre referente ao caso aconteceu na quinta-feira (15). O colecionador diz que se deu conta do golpe quando, logo depois de realizar um Pix para a conta indicada pelo anunciante, a publicação sobre a venda foi excluída e ele foi bloqueado pelo perfil dos golpistas.

Então, o jovem decidiu alertar os demais usuários sobre o golpe que sofreu, mas logo foi bloqueado novamente. “Eu criei um perfil fake e comentei no anúncio novo. Falei que era golpe e alertei outras pessoas para que elas não caíssem. Logo fui bloqueado, mas nesse meio tempo outras três pessoas responderam relatando que já haviam feito a compra também”, diz a vítima.

É preciso ter atenção, pois os anúncios têm milhares de interações, alguns com mais de 12 mil comentários e muitos likes. Boa parte das interações é de perfis falsos, criados pelos golpistas justamente para tentar dar credibilidade ao anúncio.

Falsa promoção de figurinhas da Copa do Mundo

Na quinta-feira (15), um jovem de 21 anos de idade, morador da Capital, procurou a polícia após ser vítima do golpe das figurinhas. No dia 6 de setembro, ele viu um anúncio sobre a venda do álbum no Facebook. Com preço atrativo e muitas interações na publicação, decidiu comprar o produto anunciado, mas logo percebeu que se tratava de um golpe. O colecionador teve prejuízo de R$ 76.

“Era um anúncio do álbum, com 400 figurinhas, por um preço absurdo. Era abaixo do mercado. Achei que era quente, mas uns 20 minutos depois de realizar o pagamento, notei que era golpe”, conta. Nas lojas, um álbum com 400 figurinhas teria custo de R$ 332.

A Polícia Civil alerta que, caso você seja vítima de um golpe, o primeiro passo é registrar a ocorrência, para que o caso possa ser investigado. Segundo a delegada Andrea Magno, titular da 8ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre (8ª DP), este é o primeiro registro do golpe das figurinhas na Capital.