UFRGS e a Prefeitura de Porto Alegre se reúnem referente ao estudo do esqueletão

0

Na manhã desta segunda (20), a prefeitura de Porto Alegre se reuniu com os Técnicos do Laboratório de Ensaios e Modelos Estruturais (LEME) da UFRGS.

A pauta do encontro foi o laudo prévio feito pela universidade sobre o Esqueletão, que constatou que a estrutura corre risco de desabamento.

A prefeitura solicitou que fossem complementadas informações necessárias ao projeto, com uma maior riqueza de detalhes, por parte da equipe da universidade, até o dia 8 de agosto.

Com essas informações, o futuro do Esqueletão deverá ser definido. As alternativas em relação ao prédio envolvem a demolição ou restauração do mesmo.

Estudo de viabilidade do prédio da Galeria XV de Novembro (Esqueletão)

Segundo André Flores, secretário municipal de Obras e Infraestrutura de Porto Alegre, os custos das alternativas explicitadas no laudo da UFRGS são precisos, mas não suficientemente detalhados.

“Precisamos desta complementação com riqueza de detalhes para que fique claro os custos das alternativas ali aventadas, especialmente segurança, durabilidade dos materiais e proteção a incêndios”, falou.

A partir do laudo detalhado, o futuro do Esqueletão deverá ser definido. Em suma, as alternativas envolvem a demolição ou restauração da estrutura.

Flores diz acreditar que a demolição será o destino da Estrutura. “Meu sentimento pessoal é de que aquela estrutura é irrecuperável. Mas engenharia pode tudo, e o custo de fazer uma intervenção ali é alto”, disse.

O Esqueletão

O prédio, localizado na Praça XV de Novembro, no Centro Histórico, permanece inacabado desde a década de 1950.

A desocupação total ocorreu apenas em setembro de 2021. Um mês depois, iniciou-se a inspeção do local por parte dos Técnicos do Laboratório de Ensaios e Modelos Estruturais (LEME) da UFRGS.

Em meio às discussões referentes à estrutura, Sebastião Melo, prefeito de Porto Alegre afirmou em abril deste ano que chegou a conversar com a FBI Demolidora, empresa responsável pela demolição do antigo prédio da Secretaria Estadual de Segurança Pública.