Em ano eleitoral Câmara anuncia suspensão do aumento da conta de luz no Rio Grande do Sul

0

Este ano, a conta de luz deve ficar mais barata no Ceará. O motivo é o Projeto de Decreto Legislativo (PDL), que suspende os reajustes anuais da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Segundo o autor do projeto, o deputado Domingos Neto, suspender os ajustes ajudaria no controle da inflação em 2022 ao aliviar o valor da energia na produção e serviços.

De acordo com Arthur Lira, presidente da Câmara dos deputados, os aumentos em outros estados, inclusive do Rio Grande do Sul, também devem ser suspensos.

O parlamentar é integrante da base do governo e, em ano eleitoral, decidiu acelerar a tramitação do PDL, aprovando o requerimento de urgência. A votação deve ocorrer em breve.  É esperado que nesta terça (24) também seja votado o projeto que limita alíquota de tributos sobre energias e combustíveis.

Supertarifa em 2023

O freio nos reajustes tarifários da energia elétrica podem trazer consequências a longo prazo, alertam os especialistas. O aumento represado este ano pode ser aplicado juntamente com outros já previstos para o próximo ano, causando um tarifaço.

O professor do Instituto de Energia e Ambiente da USP, Pedro Côrtez, disse ao correio eletrônico R7 que o projeto “ajuda momentaneamente e artificialmente, mas joga a conta para o ano que vem. A gente correrá o risco de ter um tarifaço se nenhum aumento for autorizado em 2022”.

Ainda de acordo com Côrtez, o alívio nas tarifas elétricas em 2022 aparenta ter “cunho eleitoral”, e a conta será empurrada e acumulada para 2023.

Reajustes neste ano

Altos reajustes já foram aplicados este ano, no estado do Ceará (24,88%), Alagoas (20%), Bahia (21%), Mato Grosso do Sul (17%) e Rio Grande do Norte (20%).

O especialista José Rosenblatt, da consultoria de energia PSR, conta que o aumento não foi muito sentido pelos consumidores, pois foi aplicado junto ao fim da bandeira de escassez hídrica de abril. A cobrança extra foi substituída pelo reajuste.