SUS incorpora medicamento para tratar câncer de mama em Porto Alegre

0

Pacientes que lutam contra o câncer de mama agora podem encontrar o medicamento  Trastuzumabe Entansina diretamente no Sistema Único de Saúde (SUS) de Porto Alegre. A inclusão do remédio foi divulgada no Diário Oficial da União (DOU), dessa segunda-feira (12). 

A medicação que é indicada para tratamentos de monoterapia, feitos com apenas um medicamento, será direcionado aos pacientes de nível HER2-positivo da doença. 

Em nota, o Ministério da Saúde afirma que o remédio passou por avaliação de uma comissão especializada e atendeu aos requisitos para ser incorporado ao SUS. “A tecnologia recebeu recomendação favorável de incorporação ao SUS após passar por avaliação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), responsável por assessorar a pasta nas atribuições relativas à incorporação, exclusão ou alteração de tecnologias em saúde pelo SUS”, diz a nota. 

Câncer de mama é o que mais atinge mulheres no mundo

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o câncer de mama matou mais de 620 mil mulheres em 2018. No Brasil, os diagnósticos chegaram a 60 mil, sendo que a taxa de incidência da doença é de 60 para 100 mil habitantes. 

Em 2017, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontou a morte de 16.724 em decorrência da doença. Já no ano de 2018 o Brasil foi o quarto país com maior incidência do câncer de mama, e o quinto em mortalidade. A OMS estima que nas próximas décadas a incidência entre as brasileiras tenha um aumento de 47%. 

“O câncer de mama (CM) é um problema mundial de saúde pública e se destaca por ser o tipo de câncer que mais atinge mulheres, tanto em países desenvolvidos quanto naqueles em desenvolvimento, apresentando altas taxas de ocorrência e de mortalidade. A incidência tem aumentado de forma expressiva em países da Ásia, África e América do Sul em decorrência do envelhecimento da população”, acrescentou o Ministério da Saúde em nota.