Você sabia que o maior cactário da América Latina fica no RS? Descubra onde

0

O maior cactário da América Latina fica localizado em um município do interior do Rio Grande do Sul, a cerca de 140 quilômetros da Capital. Você sabe onde fica? Continue lendo para saber. 

Localizado no município de Imigrante no Vale do Taquari, o Cactário Horst é o lugar perfeito para quem adora cactos e suculentas. 

As espécies presentes no local foram trazidas dos mais diversos locais do Brasil e do mundo. No Cactário Horst há plantas vindas da Argentina, Chile, México, África do Sul, Namíbia e Jordânia, no Oriente Médio. 

O maior cactário da América Latina possui uma área de 15 mil metros quadrados, o que equivale a quase dois campos de futebol, com grandes estufas contendo mais de mil variedades.

Cactário do Rio Grande do Sul tem espécies que custam R$ 8 mil

As espécies expostas no local podem ser compradas pelos visitantes. Os preços variam de cada gênero, tamanho, raridade e idade, podendo custar até R$ 8 mil, como o Echinocactus grusonii.

O cacto popularmente conhecido como “assento de sogra” ou “cacto ouriço” pertence à família Cactaceae, originária do México. A planta é considerada rara e faz parte da lista de extinção de seu habitat natural. Além de poder ser encontrada em diversos tamanhos, quanto maior mais valorizado é o seu preço.

A estufa também conta com o Eriocactus Leninghausii var. Albispinus, espécie que pode chegar a medir mais de um metro de altura. Este cacto é nativo do território gaúcho e possui dezenas de pequenas colunas de onde são produzidos os espinhos centrais de coloração branca que cobrem toda a sua extensão. O preço também varia de acordo com o tamanho, mas o Eriocatus pode ser encontrado por aproximadamente R$ 15 quando pequenos. 

O Lithops, também conhecido como cacto de pedra, é mais uma das tantas “atrações” do Cactário Horst. As pequenas suculentas fazem sucesso por se parecerem com pequenas pedras em um jardim. 

O Cactário Horst pode ser visitado de segunda-feira a sábado na rua Guilherme Ernesto Lageman, 443, em Imigrante.