A concessão do seu consignado pelo Auxílio Brasil pode estar atrasando por este motivo

0

Desde a sanção do empréstimo consignado do Auxílio Brasil sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro em agosto, os beneficiários aguardam pela liberação do serviço.

Ainda sem data oficial para liberação do crédito, o Ministério da Cidadania informa que está conversando com os órgãos responsáveis para que a concessão do crédito aconteça o quanto antes.  

O ministro da Pasta, Ronaldo Bento, havia garantido que até o mês de setembro já seria possível contratar o empréstimo até o mês de setembro, porém o novo possível prazo é para a segunda quinzena de outubro.

É esperado que o crédito esteja disponível no mercado entre o primeiro e o segundo turno das eleições, nos dias 2 e 30 de outubro. 

Em nota, o Ministério da Cidadania afirmou que tem negociado com as instituições envolvidas. “A pasta segue em constantes tratativas com todos os órgãos e as instituições envolvidas no processo para garantir mais esse direito à população de baixa renda, sem comprometer a renda básica que vem sendo assegurada pelo Governo Federal a mais de 20 milhões de famílias brasileiras, por meio do Auxílio Brasil“, afirma. 

Por que o empréstimo do Auxílio Brasil ainda não saiu?

Mesmo que o empréstimo consignado do Auxílio já tenha sido sancionado, o valor só será disponibilizado após a regulamentação do programa. Este processo será feito pelo próprio programa, que trará informações sobre as regras que nortearão o banco e o público alvo. 

Ainda conforme a pasta, o atraso pode ser justificado pela procura de soluções que fixem uma taxa de juros adequada ao público. A questão envolvida é o possível desligamento de beneficiários do Auxílio Brasil, diante deste cenário, os bancos e instituições financeiras têm oferecido juros muito acima do normal como garantia. 

Aposentados e pensionistas possuem cobranças de 2,14% ao mês, sendo que o oferecido para as famílias do Auxílio Brasil a correção pode chegar a 86% ao ano. 

O Bradesco, Santander e Itaú se recusaram a participar da proposta.